Excelência Pedagógica
Tipos de Poesia
 

 

  Página Inicial

  Projeto Varal de Poesia

  Referencial Teórico

  História e cronologia

  Literatura brasileira

  Literatura Estrangeira

  Dicionário de rimas

  Tipos de Poesia

  Calendário de eventos

  Linguística

  Caminhos e desafios

  Contato

 

 

 


 
 

 

Os poemas são divididos em três tipos: 

Lírico Texto mais curto e faz uso abundante de rimas e ritmo: por esta razão, se assemelha às canções. é quando o autor expressa suas percepções, sensações e sentimentos.


Narrativo Conta uma história, podendo ser dramático, epopeia ou balada.


Poema Dramático se assemelha ao poema narrativo porque também conta uma história e é relativamente longo. Mas, no poema dramático, essa história é contada através das falas dos personagens. As peças de teatro escritas em verso são formas de poesia dramática.

 

Lírico

 

Na Grécia antiga, a poesia era declamada ao som da lira, por esta razão, a referência da palavra “lírico”. No gênero lírico, o autor expressa seus próprios sentimentos ou a visão que conseguiu traduzir do mundo.

 

As formas líricas são classificadas em:

 

Soneto              Poema com 14 versos, cuja distribuição varia conforme o estilo adotado

 

Canção             Criada por Petrarca e divulgada em Portugal por Sá de Miranda e Luís Vaz de Camões.

 

Madrigal            Composição curta, criada no século XIV, que expressa uma delicada declaração de amor. Contém uma estrofe curta, em que alternam o decassílabo e o hexassílabo.

 

Acróstico          Composição poética, em que as letras iniciais de cada verso, constroem uma nova palavra ou frase (normalmente o tema ou a fonte de inspiração).

 

Décima             Composição monostrófica de 10 versos heptassílabos

 

 

               ........... Outros tipos

 

Oitava

 

Ode

 

Elegia

Barcarola

Rondó

Balada

Vilancete

Edílio

Écloga

Triolé

Hai-Kai

Epitalâmio

Epitáfio

Sextina

Terça Rima

Acalanto

Pantum

Vilanela

Ditirambo

Glosa

Hino

Trova

 

Soneto

 

Estrutura poética composta por catorze versos, dos quais dois são quartetos (conjunto de quatro versos) e dois tercetos (conjunto de três versos).

 

Não existem registros precisos, mas acredita-se que o soneto tenha sido criado no século XII, na Sicília, por Jacopo, poeta oficial da corte do rei Frederico II.

 

Naquela época, possuía apenas uma oitava e dois tercetos, posteriormente aperfeiçoado por Francisco Petrarca, para o padrão de 2 quadras e 2 tercetos. (por esta razão, muitos atribuem a ele, a criação do soneto.

 

 

Tipos de Soneto:

 

Regular     O tradicional (também conhecido como Petrarquiano, devido o nome de seu criador) – Composto por dois quartetos e dois tercetos

 

Inglês        (Também conhecido como shakespeariano) Composto de 3 quartetos (estrofes de quatro versos) e 1 dístico (estrofe de dois versos).

 

Monostrófico      Contém uma única estrofe com catorze versos

 

Estrambólico      Aquele que conta com mais versos, que os 14 tradicionais

 

Estrutura do Soneto

 

Estrofe e Verso

 

Verso         cada linha de uma poesia

 

Estrofe      Conjunto de versos de uma seção

 

1 verso: Monóstico

2 versos: Dístico

3 versos: Terceto

4 versos: Quarteto ou quadra

5 versos: Quintilha

6 versos: Sextilha

7 versos: Septilha

8 versos: Oitava

9 versos: Nona

10 versos: Décima

Mais de dez versos: estrofe irregular

 

Métrica

 

Medida correspondente ao número de sílabas de um verso. Normalmente, no soneto, os versos são decassílabos (compostos por 10 sílabas)

 

verso heroico     Sílaba tônica entre as posições 6 e 10

verso sáfico       Sílaba tônica entre as posições 4 e 6

 

 

 

 

 

 

 

© Alpisa                Privacy Policy