gallery/poetry-contest

 Projeto   pedagógico   Varal   de   Poesia

Literatura - Exemplos de interpretação

 

 

 

                                                                  Amor

 

                                                                                                             Luís de Camões

 

Amor é um fogo que arde sem se ver

é ferida que dói e não se sente

é um contentamento descontente

é dor que desatina* sem doer

 

Escrito em 1595, de estilo lírico, este texto de Camões fala da natureza contraditória do amor (ao mesmo tempo em que dói e não se sente, é contente e descontente). O sentir e o pensar como situações contrárias.

 

Note que o poema aborda o sentimento com perspectiva universal. Pressupõe que todos os amores do mundo sejam, desta forma, como doença.

Apesar de o amor não admitir conceito nem definição, o texto reflete a constante busca da compreensão sobre o processo amoroso (esta é a essência do paradoxo* apresentado “ferida que dói e não se sente”).

 

Paradoxo é uma exposição conjunta, de duas ideias contrárias.

 

Desatina significa enlouquece.

 

 

 

 

                                                              Aprendi

                                                                                                               

                                                                                                       William Shakespeare

 

Aprendi que não posso exigir

o amor de ninguém

posso apenas dar boas razões*

para que gostem de mim

E ter paciência

para que a vida faça o resto

 

 

*Boas razões: bons motivos (razão também pode significar lucidez).

 

Narrativa simples sobre um posicionamento humilde diante da vida, de quem não possui grandes ambições.

 

Por que não se pode exigir o amor das pessoas? O amor é sentimento espontâneo, não se compra, não pode ser obtido pela força. É preciso ser conquistado e, posteriormente, mantido.

 

Quais seriam as boas razões que podem ser oferecidas para que gostem da gente? Há limites pra isso? Boa razão para discutir até que ponto precisamos agradar as outras pessoas.